MAIN
Home
Arquivos
BACKGROUND
Teachings
FAQ
FAQ
FAQ
FAQ
FAQ
FAQ

 

FAQ
FAQ
MAIS RECURSOS
Magazine
 
 

 
 Início >> Arquivos>>Assuntos sobre Meio Ambiente

Share International HomeShare International HomeBackground information

Assuntos sobre Meio Ambiente
- Perg & Resp


P. Nós já não fomos além do ponto de não retorno em poluição do mundo?

R. Eu não acho que tenhamos. Eu acredito que o mundo possa ser salvo. É como a constituição humana, enormemente resiliente, e se nós a enfrentarmos em tempo (o que significa agora e pelos próximos 20-30 anos) de uma maneira intensiva, nós poderemos restaurar a Terra em sua saúde. Com a Hierarquia trabalhando abertamente no mundo (sem Maitreya e os Mestres então, talvez nós não o fizéssemos, ou faríamos tão sem coração que nós não venceríamos) e com ajuda da Hierarquia de outros planetas (que está ocorrendo a todo tempo) eu não tenho a menor sombra de dúvidas que esta Terra não apenas será salva, mas se tornará o jardim do Sistema Solar, o que de fato ela é.

P. Por favor, explique as razões para desastres com enchentes, terremotos e semelhantes. Eles devem ocorrer antes que as boas coisas cheguem?

R. Muito dos desastres são o resultado direto de nosso pensamento e ações erradas. Por exemplo, a maioria dos terremotos que ocorrem acontecem pelo resultado de testes nucleares subterrâneos que são realizados por algumas nações. Um terremoto, não necessariamente nas proximidades do teste, é o resultado inevitável de tal atividade.

Além do mais, a poluição de nossa atmosfera, dos oceanos e rios, afeta o equilíbrio natural. Os elementais da natureza respondem, através de enchentes, furacões e assim por diante, a fim de purificar o planeta destas energias destrutivas. Eu temo que mais destes desastres são previstos conforme o processo de purificação chegue ao seu pico.

P. O que são os elementais devas?

R. Eles são forças elementais que controlam e organizam os padrões da natureza. Eles são energias e forças e respondem ao pensamento humano. Quando nossos pensamentos estão em equilíbrio, eles estão em equilíbrio. Quando os nossos pensamentos são destrutivos e caóticos, como hoje, os devas saem do equilíbrio. Isto é resultado na completa distorção do tempo do mundo. Por exemplo, nós vemos enchentes, grandes terremotos, erupções vulcânicas, chuvas torrenciais onde elas nunca foram conhecidas, falta de chuva onde a mesma era comum; furacões. Todos estes fenômenos estiveram com nós desde que nós conseguimos nos lembrar, mas em padrões controlados. Tudo isto se foi. Não existe um padrão fixo no tempo do mundo hoje. Quando nós chegarmos ao equilíbrio criando as condições de equilíbrio—vivendo juntos em paz, partilhando os recursos do mundo, criando, portanto, harmonia no mundo—os devas voltarão às suas formas e padrões pré-ordenados e criarão o equilíbrio uma vez mais. Eles respondem diretamente ao pensamento humano.

P. Você pode comentar sobre o efeito da ação humana nos padrões climáticos do mundo?

R. Nós temos um efeito direto em nosso ambiente. Logo, sobre o reforço de Maitreya e os Mestres ao redor Dele, a humanidade irá entender que o que nós chamamos de Deus, o que nós chamamos de natureza, nosso ambiente, e o que nós chamamos de humanidade são um. Não existe separação entre estes. Tudo, de acordo com Maitreya, é interconectado. Cada átomo, cada partícula dentro deste átomo, está relacionado a cada outra partícula através do cosmos. Portanto, o que ocorre em um aspecto da criação inevitavelmente possui um efeito em outro. A humanidade é parte do seu ambiente diário; nós o chamamos de natureza. Os pensamentos-forma destrutivos da humanidade criam as condições para o desequilíbrio e a tensão no mundo. O desequilíbrio entre o mundo desenvolvido e o Terceiro Mundo—a pobreza e o sofrimento que resulta deste desequilíbrio—e portanto os pensamentos-forma de dor, agonia e destruição, invadem o cinturão mental do mundo. Eles afetam o que nós chamamos de elementais dévicos cujo trabalho é o de controlar os padrões de tempo do mundo.

P. A implementação dos Ensinamentos do Senhor Maitreya também darão uma solução aos problemas de poluição ambiental?

R. Sim, certamente. Você descobrirá que a base dos ensinamentos de Maitreya são corretas relações: entre homem e homem (e mulher); homem e Deus; e entre o homem e o seu ambiente, o planeta. Nós iremos entender que o homem, a natureza e Deus são Um, e que um cuidado adequado do planeta (e de todos os reinos dentro dele) é essencial para o bem-estar do todo. Em termos práticos, nós podemos esperar ansiosamente por um estilo de vida muito mais simples (ao Ocidente desenvolvido), não a bruta super-produção (através da competição) e desperdício dos recursos do mundo que nós temos hoje. A insolência interna que é tão parte da política industrial moderna terá que ser substituída pela preocupação em se conservar os materiais e o meio ambiente. Poluição sonora—uma das mais nocivas para a saúde através do seu efeito no corpo etérico e no sistema nervoso, embora pouco enfatizada—é relativamente fácil de se lidar.

P. Como o dano já realizado contra a terra será curado?

R. Quando o Senhor Maitreya trabalhar abertamente, isto irá colocar em movimento um dinamismo que presentemente está faltando na abordagem destes problemas. As nações sabem já por meio século sobre a fome do mundo—as agências não-governamentais trazem esta questão diante da humanidade constantemente e pouco ou nada é feito sobre isto. Ao mesmo tempo, cientistas mostram às nações o dano que nós estamos fazendo ao planeta, o dano ecológico resultando do abuso e desperdício de recursos: o envenenamento da terra, dos rios, dos oceanos e do ar que nós respiramos.

A prioridade número um imediatamente a se seguir à Aparição e a aceitação por parte da humanidade será o salvamento das milhões de pessoas que morrem de fome no mundo; Maitreya irá advogar um programa de choque de ajuda. Depois disso, a prioridade número um será o salvamento do planeta—a mudança de nossas estruturas político e econômicas que irão permitir que uma economia sustentável seja criada—por exemplo, as maiores florestas, das quais nós dependemos para o nosso oxigênio e que fornecem as plantas medicinais que são “roubadas” pelas industrias farmacêuticas hoje, serão mantidas. Cada homem, mulher e criança no planeta, eu diria acima dos quatro anos de idade, devem estar engajadas nisso. Maitreya irá recomendar—e existem grupos agora ao redor do mundo respondendo à esta idéia—uma economia sustentável: nós teremos que viver de maneira mais simples para que todos nós possamos viver, e assim, para que as crianças de nossas crianças, no futuro, também possam viver no Planeta Terra. A Terra pode sustentar aproximadamente 3,5 bilhões de pessoas com conforto. No momento nós temos 5,5 bilhões e nós teremos uma estimativa de 10 bilhões em apenas poucos anos. Com a transformação das estruturas econômicas, quando as pessoas tiverem a habilidade de viverem vidas decentes, civilizadas, dignas—o tipo de vida que nós queremos—nós veremos que a incidência de grande famílias irá diminuir, até no Terceiro Mundo, onde é principalmente uma garantia para os idosos.

P. Quando a humanidade começar a mostrar amor, justiça e partilha que efeito isto terá no tempo? (2) O clima também é afetado por nossas atitudes em relação à vida?

R. Não tanto o clima (se são climas relativamente quentes ou relativamente frios), mas o tempo é afetado por nossas atitudes. Enquanto nós estivermos em desarmonia, com muita confusão, guerra, e grandes discrepâncias em padrões de vida; quando milhões morrem de fome desnecessariamente e milhões mais vivem em constante angustia e necessidade, nós colocamos em movimento forças destrutivas que inevitavelmente afetam os elementais os quais as atividade criam o tempo ao redor do mundo. Eles reagem em desarmonia e terremotos, furacões, enchentes, etc, são o resultado. Quando nós estivermos em equilíbrio, eles e o tempo se tornarão mais previsíveis e “normais”.

P. Qual é a visão do Mestre sobre os perigos dos reatores nucleares?

R. (O Mestre:) Nosso conselho é o de fechar todas as estações de fissão nuclear sem demora. Elas são as maiores fontes de poluição mortífera. A vida neste planeta seria uma miséria expressa se não fosse a ajuda de nossos Irmãos Espaciais que neutralizam a poluição e a tornam inofensiva dentro dos limites cármicos. Frotas de Suas espaçonaves, usando mecanismos de implosão, fazem isto numa base diária.

P. Qual é a significância do incidente em Chernobyl em termos de viabilidade da energia nuclear como um meio seguro de energia?

R. É obvio que este infeliz acidente demonstra, uma vez mais, o quão volátil e potencialmente perigoso é o nosso presente (fissão) método de usar a energia nuclear. Significantemente, os cientistas Russos envolvidos disseram que a explosão e o subseqüente aquecimento do mecanismo de fissão ocorreram de uma maneira que não poderia ter sido prevista pelo atual conhecimento cientifico. É verdade, portanto, que a mesma situação perigosa pode muito bem existir em cada usina nuclear do mundo. Sendo assim, existe apenas uma resposta para o problema: o fechamento de todas as usinas nucleares e o abandono do atual método de fissão de se extrair energia do átomo. Isto iria liberar os recursos para uma pesquisa em grande escala sobre o processo de fusão—já teoricamente possível. Usando um simples isótopo de água, disponível em todos os lugares, o processo de fusão do futuro irá nos dar energia ilimitada para todas as nossas necessidades de maneira segura.

P. Como os testes nucleares subterrâneos estão afetando o meio ambiente?

R. É impossível realizar testes nucleares subterrâneos sem criar terremotos—não necessariamente nas proximidades imediatas, mas em qualquer local do mundo. De cada 30 grandes terremotos, 21 ou 22 se seguem após uma explosão nuclear. Existem outras razões para terremotos, mas a vasta maioria são o resultado de testes nucleares subterrâneos. Nós não precisamos testar bombas nucleares. Os cientistas envolvidos em testes nucleares estão tentando manter os seus empregos produzindo refinamentos dos mecanismos existentes em várias bombas. Assim como companhias no campo comercial estão produzindo cada vez mais e mais produtos industrializados mais belos afim de manterem a produção, os cientistas estão produzindo refinamentos de suas tecnologias simplesmente para manterem a tecnologia em movimento, e com os seus empregos. Interesses próprios estão causando estes terremotos.

P. Sai Baba e alguns outros dizem que haverá uma Nova Era, mas que haverá um grande cataclismo antes dela.

R. Sai Baba publicou uma declaração negando completamente e categoricamente que Ele já tenha feito tais pronunciamentos. Estes são pronunciamentos vindo muito através de médiuns, “canalizados” como eles os chamam, dos planos astrais (em particular do quinto plano astral) de vários “guias” disfarçados; não existe nenhuma verdade neste prognósticos, e eles devem ser ignorados e deixados sem energia.

Eles estão focados nos planos astrais pelas forças da materialidade precisamente para amedrontarem a humanidade; a informação enganadora é deliberadamente colocada para prevenir a inauguração das novas estruturas. Se a humanidade levar isto a sério e se tornar amedrontada, quando ela está com medo, ela cria um pensamento-forma de catástrofe que pode precipitar exatamente a mesma coisa da qual se tem medo. Esta é a técnica destas “forças do mal”, como nós a chamamos—as forças da materialidade—para criarem um pensamento-forma de violência, destruição e catástrofe.

Existe catástrofe—é como se as pessoas não tivessem o suficiente dela, e ainda tivessem que inventá-la; existem 1,2 bilhões de pessoas vivendo oficialmente em absoluta pobreza: tudo isto é uma catástrofe. Nós estamos destruindo o planeta: queimando as florestas das quais nós dependemos para o próprio oxigênio que precisamos para viver; degradamos a terra—a envenenamos com todos os tipos de pesticidas, com poluição. Com testes nucleares nós estamos criando terremotos—cada explosão nuclear subterrânea é seguida inevitavelmente por um terremoto.

As estações nucleares de energia do mundo estão liberando no ar milhares de toneladas de lixo radioativo. Tudo isto é uma catástrofe—a real catástrofe.


© 2000 Share International. Todos os direitos reservados.
A reprodução de artigos de qualquer forma da Share International requer permissão que não será dada de maneira desmedida. Para requisitar a permissão ou se você tem perguntas, por favor viste nossa página de feedback http://share-international.org/feedback/feedback.htm e clique em “request to reprint published material”.

 

 


HomeCopa

  | INÍCIO | | ARQUIVOS |