MAIN
Home
Arquivos
BACKGROUND
Teachings
FAQ
FAQ
FAQ
FAQ
FAQ
FAQ

 

FAQ
FAQ
MAIS RECURSOS
Magazine
 
 

 
 Início >> Arquivos>>Os sete raios: uma visão geral

Share International HomeShare International HomeBackground information

Os sete raios: uma visão geral

por Benjamin Creme

Uma introdução aos sete raios de energia que condicionam todas as pessoas, fisicamente, emocionalmente, mentalmente e espiritualmente.

A ciência moderna exotérica provou o antigo e fundamental axioma esotérico: não existe nada em todo o universo manifestado que não seja energia, em alguma relação, cada uma vibrando em sua freqüência particular.

A ciência esotérica postula sete de tais correntes de energia ou raios, cuja interação, em cada freqüência possível, criam os sistemas solares, galáxias, e universo. O movimento destes sete raios de energias, em ciclos espiralados, levam todo os Seres para dentro e para fora da manifestação, e colorem e os saturam com suas próprias qualidades e atributos individuais. Isto é verdade para um grão de areia, um homem ou um sistema solar. Cada um é a expressão de uma Vida.

No que diz respeito ao nosso sistema solar, estas sete energias são expressões de sete grandes vidas encarnadas por sete estrelas na constelação da Ursa Maior. Em nosso sistema, um desses raios, o 2º raio, é focado. Os outros seis raios são, portanto, sub-raios deste raio básico. A manipulação destas subdivisões por nosso Logos Solar cria cada variação de vida dentro deste sistema.

Tão complexo é o assunto dos raios, tão penetrante e abrangente são suas influências, que será possível neste artigo apenas roçar a superfície de suas ações, e mostrar algo de suas relevâncias para nossas vidas e relacionamentos. O objetivo será o de demonstrar o valor em saber as qualidades dos raios governando a nós mesmos e nossas nações e desta maneira estimular o leitor a entrar em um estudo mais profundo destas forças que, em cada plano, condicionam nossa natureza e nos tornam o que somos.

Os raios são tipos particulares de energias, a ênfase estando na qualidade que cada energia demonstra, e não na forma que ela cria. Dizer que um homem, uma nação ou planeta está “sobre”o 1º ou 2º raio, é dizer que eles são coloridos por, e expressam a qualidade, deste raio. Conseqüentemente, existem sete tipos-raios de pessoas, e a idéia do setenário é encontrado um muitos níveis e em muitos ramos de nossa vida: “o sétimo filho de um sétimo filho”, “os sete Planetas sagrados”.”Sete é um número sagrado”, como Dylan Thomas o coloca.

Existem três raios primários ou de aspecto, e quatro raios secundários de atributo. Eles possuem muitos nomes descrevendo suas várias qualidades e ações, mas são normalmente enumerados como se segue:

Raios de Aspecto
1º raio do Poder, Vontade ou Propósito
2º raio do Amor-Sabedoria  3º raio da Inteligência Ativa e Criativa

Raios de Atributo
4º raio da Harmonia através do Conflito, ou Beleza ou Arte
5º raio da Ciência ou Conhecimento Concreto
6º raio do Idealismo Abstrato ou Devoção
7º raio da Ordem Cerimonial, ou Magia, ou Ritual, ou Organização

Ciclicamente, de acordo com o plano do Logos, os raios vêm em manifestação, produzindo através de suas influências a sucessão de civilizações e culturas que marcam e avaliam a evolução das raças.

Os três maiores centro planetários, Shamballa, Hierarquia e Humanidade são, respectivamente, os expoentes dos três grandes raios de aspecto: Vontade, Amor-Sabedoria e Inteligência Ativa.

Cada ser humano acha-se em um ou outro destes sete raios, e todos nós somos governados por basicamente cinco forças de raios:

  •  o raio da alma, que permanece o mesmo por incontáveis eons;
  • o raio da personalidade, que varia de vida para vida até que todas as qualidades estejam desenvolvidas;
  • o raio governando o corpo mental;
  • aquele governando o equipamento astral-emocional;
  • e o raio do corpo físico, incluindo o cérebro.

Estes todos variam ciclicamente.

Cada raio trabalha primeiramente através de um centro (ou chakra), e juntos eles determinam a estrutura física e aparência, a natureza astral-emocional, e a qualidade da unidade mental. Eles nos predispõem a certas atitudes de mente e certas forças e fraquezas (as virtudes e vícios dos raios)*. Eles nos dão nossa cor particular de personalidade e o tom geral no plano físico. Pela maior parte de nossa experiência evolucionária nesta terra, os raios da personalidade governam nossa expressão, mas quando nós caminhamos dois-terços ao longo do caminho, o raio de alma começa a dominar e a ser expresso.


“Homem, conheça a si mesmo”, disseram os antigos gregos
“Homem, conheça os seus raios”, diz o esoterista


Um conhecimento de sua estrutura de raios dá a uma pessoa o insight sobre suas fraquezas e limitações, a sua linha de menor resistência nesta vida e também uma compreensão das pontes e barreiras entre si mesmo e os outros, erguidas por nossas estruturas de raios individuais.

Aqueles em raios similares tendem a ver as coisas do mesmo ponto de vista, terem a mesma abordagem para com a vida, enquanto que aqueles em raios diferentes acham difícil chegarem a um entendimento das atitudes e sentidos de cada um. Será óbvio como este fator condiciona a qualidade da vida no casamento. Afeta, também, o sucesso ou falha de encontro de lideres de nações, especialmente quando se percebe que cada nação é governada por dois raios: o raio mais elevado da alma, expressando os mais altos (normalmente ainda não manifestado) ideais da nação; e o raio mais baixo da personalidade, governando os desejos egoístas do povo da nação.

Ver a história de uma compreensão dos raios governando as nações e raças é vê-la em uma nova luz. Torna-se óbvio porque certas nações são aliadas enquanto outras possuem pouco em comum e são tradicionalmente hostis uma com as outras. Tornar-se fascinantemente claro porque idéias em particular, movimentos e religiões florescem em um período e decaem em outro; porque alguns países emergem por um tempo, e tornam-se dominantes influencias no mundo, enquanto outros permanecem atrás, como se estivessem, aguardando seu tempo de despertar através do estimulo de um raio vindouro.

Um conhecimento da estrutura de raios de alguns dos grandes indivíduos que criaram nossa cultura e civilização nos permitem ver como seus raios o tornaram o que eles eram, condicionaram suas ações e qualidades, e formaram seus destinos.

A ciência da psicologia está em sua infância. Ela procura entender o funcionamento da psique humana, e na psicoterapia trabalha para aliviar os sintomas de estresse e desordem. Mas até que uma compreensão seja alcançada do homem como uma alma em encarnação, governado por certas influencias de raios, muito permanecerá obscuro. É a alma que determina os raios (e, portanto as influencias e fatores limitantes) da personalidade e seus veículos. A nova psicologia, hoje esotérica, começará desta premissa.


Virtudes e Vícios das Características de Raios*

Raio 1: Vontade ou Poder.

Virtudes: Força, coragem, firmeza, veracidade vinda de uma completa falta de medo, força de vontade, singularidade de propósito, poder de governar, visão, poder para bem, liderança.

Vícios: Orgulho, ambição, teimosia, dureza, arrogância, desejo de controlar os outros, obstinação, ódio, solidão, poder para o mal.

Virtudes a serem adquiridas: Ternura, humildade, simpatia, tolerância, paciência.

Raio 2: Amor-Sabedoria

Virtudes: Calma, força, paciência e resistência, amor pela verdade, fidelidade, intuição, inteligência clara, temperamento sereno, amor divino, tato.

Vícios: Super absorvido em estudo, frieza, indiferença para com os outros, desprezo pelas limitações mentais dos outros, egoísmo, desconfiança.

Virtudes a serem adquiridas: Amor, compaixão, altruísmo, energia.

Raio 3: Atividade, Adaptabilidade ou Inteligência.

Virtudes: Ampla visão em questões abstratas, sinceridade, intelecto claro, capacidade para concentração, paciência, precaução, falta da tendência de se preocupar consigo mesmo ou com outros em relação a coisas triviais, iluminação mental, ponto de vista filosófico.

Vícios: Orgulho intelectual, frieza, isolamento, falta de precisão nos detalhes, distração, obstinação, egoísmo, critico, não-prático, não-pontual, ocioso.

Virtudes a serem adquiridas: Simpatia, tolerância, devoção, precisão, energia, bom-senso.

Raio 4: Harmonia, Beleza, Arte e Unidade.

Virtudes: Fortes afetos, simpatia, coragem física, generosidade, devoção, rapidez de intelecto e percepção.

Vícios: Auto-centrado, preocupante, falta de precisão, falta de coragem moral, fortes paixões, indolência, extravagância, vela a intuição.

Virtudes a serem adquiridas: Serenidade, confiança, auto-controle, pureza, altruísmo, precisão, equilíbrios mental e moral.

Raio 5: Conhecimento Concreto ou Ciência.

Virtudes: Precisão, justiça (sem piedade), perseverança, bom-senso, retidão, independência, intelecto aguçado, veracidade.

Vícios: Forte criticismo, estreiteza, arrogância, falta de perdão, falta de simpatia, preconceito, tendência ao isolamento, separação mental.

Virtudes a serem adquiridas: Reverência, devoção, simpatia, amor, mentalidade mais aberta.

Raio 6: Idealismo Abstrato e Devoção.

Virtudes: Devoção, mentalidade singular, amor, ternura, intuição, lealdade, reverência, inclusividade, idealismo, simpatia.

Vícios: Egoísmo e amor ciumento, arrogante, parcialidade, auto-engano, sectarismo, superstição, preconceito, conclusões precipitadas, ódio ardente, violência, fanatismo, desconfiança.

Virtudes a serem adquiridas: Força, auto-sacrificio, pureza, verdade, tolerância, serenidade, equilíbrio, bom senso.

Raio 7: Ordem Cerimonial ou Ritual ou Magia

Virtudes: Força, perseverança, coragem, cortesia, meticulosidade, auto-confiança, criatividade, consideração, organização.

Vícios: Formalismo, intolerância, orgulho, estreiteza, pobreza de julgamento, arrogância, sobre-estresse devido à rotina, superstição.

Virtudes a serem adquiridas: Percepção da unidade, mentalidade mais aberta, tolerância, humildade, gentileza e amor.


© 2000 Share International. Todos os direitos reservados.
A reprodução de artigos de qualquer forma da Share International requer permissão que não será dada de maneira desmedida. Para requisitar a permissão ou se você tem perguntas, por favor viste nossa página de feedback http://share-international.org/feedback/feedback.htm e clique em “request to reprint published material”.

 

 


HomeCopa

  | INÍCIO | | ARQUIVOS |