MAIN
Home
BACKGROUND
Teachings
FAQ
FAQ
FAQ
FAQ
FAQ
FAQ

 

MAIS RECURSOS
Magazine
 
 

 
 Início >> Maitreya>>Prioridades de Maitreya

Share International HomeShare International HomeBackground information

Prioridades de Maitreya

Para ajudar a humanidade em seu dever de transformação mundial, Maitreya, O Instrutor do Mundo formulou certas prioridades. Elas cobrem as necessidades essenciais a cada homem, mulher e criança: um adequado suplemento de comida; abrigo para todos; tratamento de saúde e educação como direitos universais. Outras importantes prioridades incluem a restauração do meio ambiente e o estabelecimento da paz.
A chave para alcançar esses objetivos é uma mais correta partilha dos alimentos do mundo e seus recursos. De acordo com Maitreya: “Sem compartilhar não poderá haver justiça; sem justiça não poderá haver paz; sem paz, não poderá haver futuro”.


A Humanidade numa encruzilhada

A humanidade está em uma encruzilhada. Um caminho para o futuro leva para uma crescente divisão econômica e social, guerra e risco planetário. O outro caminho leva a uma crescente harmonia social, equilíbrio econômico e ambiental, e a uma dourada era de paz.

Felizmente, neste ponto crítico da história, nos temos em nosso meio um grupo de extraordinários instrutores espirituais para ajudar a nos guiar através do caminho da paz. Mas nós devemos de bom grado aceitar essa condução e tomarmos a ação para resolver nossos mais perigosos problemas globais.

Entre os mais perigosos esta a crescente disparidade no mundo entre aqueles que “tem” e aqueles que “não tem”. Como exemplo:

  • As 225 pessoas mais ricas do mundo têm uma riqueza combinada de mais de $ 1 trilhão de dólares, igual à receita anual dos 47% da população mais pobre do mundo.

    Dentre as 4,4 bilhões de pessoas que vivem em países em desenvolvimento:

  • Aproximadamente 3 entre 5 vivem sem básico serviço sanitário.
  • Aproximadamente 1 entre 3 estão sem água potável segura.
  • ¼ não possuem abrigo adequado.
  • 1 entre 5 vivem além do alcance dos modernos serviços de saúde.
  • 1 entre 5 crianças são desnutridas, e uma igual porcentagem não chegam à quinta série da escola.
  • Até nos EUA, o país mais rico do mundo, cerca de 12 milhões estão em risco de fome, e pelo menos 700.000 pessoas são sem teto em qualquer noite.

Esta crescente divisão entre ricos e pobres ameaça a todos nós, como a conseqüente criminalidade, agitação social, guerra civil, imigração ilegal e degradação ambiental não respeitam fronteiras locais ou nacionais.
Consumo Global

A ganância de uns poucos colocou o futuro do planeta em perigo. O consumo global de bens e serviços, desproporcionalmente pelos 20% mais ricos do mundo, chegou à US$ 24 trilhões em 1998, o dobro do valor de 1975. O Relatório de Desenvolvimento Humano da ONU conclui que “ o furtivo crescimento em consumo está colocando pressões no meio ambiente sem precedentes”. Este relatório e outros citam a destruição das florestas do mundo; esgotamento das reservas de pesca e de água fresca; poluição do ar e da água; esgotamento do solo do mundo; desertificação; extinção de espécies; um dramático aumento na queima de combustíveis fósseis e conseqüente tendência ao aumento da temperatura. Esta lista de crescentes problemas ambientais é quase sem fim.

Alguns dos sistemas de suporte à vida da Terra estão quase no “ponto de não retorno”, diz o WorldWatch, Brian Halwell. “Nós não podemos sustentar este nível de consumo para sempre.”

Compartilhar é a resposta

O que poderia levar a humanidade, particularmente aqueles no mundo desenvolvido, a mudar para um menos destrutivo, mais sustentável estilo de vida antes que seja muita tarde?

A escrita já está na lousa, de acordo com o ex-presidente do US Federal Reserve Bank, Alan Greenspan. “É inacreditável que os Estados Unidos possam permanecer um oásis de prosperidade sem ser afetado por um mundo que está experimentando grande aumento de stress”, diz Greenspan. Mas o “stress” das economias em colapso na Ásia e Rússia- e a crescente agitação na América Latina e Europa Oriental- não afetam apenas o oásis dos Estados Unidos, mas também o resto do mundo. A economia do mundo está “uma bagunça”, admite um superior oficial no Fundo Monetário Internacional (FMI).

Esforços pelo Federal Reserve e pelo FMI em ajudar a economia global são minimizados pelo absoluto tamanho do “cassino global” que primariamente contribuiu para os problemas. Cerca de US$ 1 trilhão em moeda corrente muda de mão eletronicamente todo dia em busca de lucros especulativos não relacionados com nenhuma troca real de bens e serviços. Esta corrente de capitais, quando movimentadas para fora de países como Tailândia e Indonésia, causou diversas dificuldades econômicas, que repercutiram através do mundo. Com o Japão, a segunda maior economia do mundo, já em profunda recessão, a perspectiva não e das mais brilhantes.

Quando o “oásis de prosperidade” dos EUA começarem a secar, como deve ocorrer na atual crise financeira global, as bolsas de valores no Ocidente irão despencar. Este colapso dará a oportunidade aos governos de re-avaliarem suas prioridades econômicas, diz o futurista Benjamin Creme. As nações do mundo se encontrarão para discutirem como lidarem com o futuro da velha maneira.

Soluções à mão

Felizmente, as respostas para esses aparentes problemas sem solução já estão prontamente disponíveis.

Por muitos anos, Creme esteve falando e escrevendo sobre a presença no mundo de hoje de um grupo de líderes espirituais, conhecidos o Oriente e Ocidente como os Mestres da Sabedoria. A frente de sua chefia está Maitreya, o qual, diz Creme, está aqui para inspirar a humanidade a ver a si mesma como uma família interdependente.

Maitreya irá nos ajudar a ver que os alimentos do mundo, materiais naturais, recursos energéticos e tecnológicos pertencem a todos e devem ser partilhados igualmente. Esses recursos, diz Maitreya, são dados por direito divino para o sustento de toda humanidade, não para o uso e desuso de uns poucos . Ele irá recomendar uma reordenação das prioridades econômicas de maneira que comida adequada, habitação, educação e tratamento médico tornem-se direitos universais.

Os próximos passos

A imediata prioridade será salvar as milhões de pessoas agora morrendo de fome nos países em desenvolvimento. Maitreya irá propor um programa para ajudar numa escala mundial a aliviar este sofrimento.

Conforme a humanidade começar a aceitar o Principio do Compartilhar, e as pessoas começarem a pedir aos governos que implementem este principio, cada país irá fazer um inventário de seus bens e necessidades. Essas estatísticas irão culminar na criação de uma agência das Nações Unidas, formada para esse propósito, com informação necessária para uma redistribuição racional dos recursos do mundo. Aquilo que cada país tem em excesso de suas necessidades será colocado à parte , em confiança para o mundo.

Os planos para tais programas de redistribuição- arquitetados por economistas, financeiros e industriais de grandes realizações- já estão em existência, esperando apenas a demanda da humanidade para sua implementação. Uma sofisticada forma de escambo, em escala global, irá por ventura substituir o presente sistema econômico.

Irá haver oposição para tais planos de alguns dos mais privilegiados membros da sociedade que irão ver uma perda em seu status e poderes tradicionais. Mas a necessidade de mudança se tornará tão óbvia que eles mesmos se acharão crescentemente sem poderes para barrarem o acontecimento.

Outra importante prioridade será salvar, proteger, e curar o ambiente. Isto irá necessitar da criação de um sistema econômico baseado nos princípios da sustentabilidade e suficiência, ao invés do presente sistema de superprodução e desperdício, diz Creme. O objetivo é garantir as necessidades de todos enquanto mantemos a saúde do planeta.

Com a transformação das estruturas econômicas, pessoas através do mundo irão crescentemente tornarem-se capazes de viverem decentemente e dignamente. O incidente de famílias grandes vai diminuir, particularmente nos países em desenvolvimento, onde é principalmente uma forma de seguro para pessoas mais velhas. A população da Terra irá gradualmente declinar para um nível mais natural.

A escolha da humanidade

O futuro brilhante à frente para humanidade depende das decisões que tomamos hoje. Maitreya e os Mestres irão aconselhar e guiar, mas o futuro descansa em nossas mãos.

Maitreya irá apresentar à humanidade dois futuros cenários alternativos- continuar nas maneiras egoístas e gananciosas do passado e nos destruirmos, ou aceitar o Principio do Compartilhar e criar uma nova brilhante civilização onde todos podem participar como membros totais da família humana.

Maitreya não tem dúvidas quanto à escolha que a humanidade irá fazer. Ele diz: “ O sucesso de minha missão depende de vocês: vocês devem fazer a escolha- compartilhar e aprender a viver pacificamente como verdadeiros homens, ou perecer completamente. Meu coração me diz a resposta de vocês, sua escolha, e é feliz.”


HomeCopa

  | INÍCIO |