MAIN
Home
BACKGROUND
Teachings
FAQ
FAQ
FAQ
FAQ
FAQ
FAQ

 

MAIS RECURSOS
Magazine
 
 

 
 Início >> Maitreya>>Ensinamentos de Maitreya

Share International HomeShare International HomeBackground information

Ensinamentos de Maitreya

Em abril de 1988, Maitreya começou a apresentar previsões de eventos mundiais e ensinamentos através de um próximo associado em Londres. Essa informação foi publicada na revista Share International, e liberações de suas previsões foram enviadas para a mídia.


O propósito de Maitreya ao liberar este material era para futuramente preparar a humanidade para sua emergência e para ajudar-nos a entender as leis espirituais governando nossas vidas, primeiramente a Lei de Causa e Efeito. A seguir há citações dos ensinamentos de Maitreya:

Quanto a paz mundial...
só através do compartilhar

Quanto à política

Quantos as forças de mercado e à comercialização

Quanto ao crime, violência e drogas

Quanto ao Meio Ambiente

Quanto à Auto-realização

Quanto à emergência


Quanto a paz mundial...
só através do compartilhar

  • Entre 1977 e 1982, Maitreya telepaticamente comunicou fragmentos
    de seus ensinamentos à Benjamin Creme nos encontros públicos
    regulares de Creme em Londres. Um tema recorrente foi necessário
    para terminar com o sofrimento de milhões de pessoas que passam
    fome ou morrem pelo mesmo motivo em nosso mundo, que na realidade possui um excedente de alimentos. Este desequilíbrio é uma das razões primárias pela qual Maitreya retorna neste tempo.
  • “Como”, pergunta Maitreya, “ você pode estar conformado com o modelo dentro do qual você vive agora: quando milhões morrem de fome e morrem em esqualidez; quando os ricos desfilam sua riqueza diante dos pobres; quando cada homem é inimigo de seu vizinho; quando nenhum homem confia em seu irmão? Por quanto tempo você vocês viverão assim, meus amigo? Por quanto tempo vocês podem suportar esta degradação?”
  • Desde que essa mensagem foi dada em 1979, nós estivemos chocados pelo horror da recorrente fome na África e na contínua miséria em outras nações. Gradualmente nós teremos que reconhecer que a fome no mundo é desnecessária assim como imoral desde que ela não ocorre em decorrência à uma falta de alimentos ou da capacidade de produção dos mesmos, mas graças à política social e á injustiças econômicas que produzem pobreza. São os pobres que passam fome, seja num país “desenvolvido” ou em “desenvolvimento”, e tanto as instituições domésticas e internacionais mantêm e agravam essa pobreza. Assim a distância entre ricos e pobres cresce largamente; agora representa a única grande ameaça à paz mundial.
  • Entre as atitudes que mantêm essas instituições em lugar é a complacência. Maitreya chama a complacência de raiz de todo o mal no mundo. Ela leva tanto indivíduos como instituições à tornarem-se estranhas à realidade da vida, e nós impedem de achar soluções efetivas para nossos problemas. Complacência é por fim auto-destrutiva, e sociedades inteiras podem ser destruídas por ela.
  • Maitreya deixa claro que nós podemos, se escolhermos, mudar nossas maneiras e colocarmos um fim à fome e à monumental matriz de crises criadas pelo homem que nós agora encaramos: “ Os problemas da humanidade são reais mas solucionáveis. A solução se encontra dentro de sua compreensão. Tome as necessidades de seu irmão como a medida para sua ação e resolva os problemas do mundo. Não há outro caminho”.
    Quando nós começarmos à seguir este conselho e à instituir o principio do compartilhar, pessoas e nações começarão à confiar uma nas outras; assim que houver confiança, haverá justiça; e assim que houver justiça para todos, nós teremos um genuína e duradoura paz.

Quanto à política

  • Uma nova energia difunde-se pelo planeta agora. Essa Energia de Equilíbrio elimina as forças negativas e então cria um estado de prontidão em indivíduos. Sobre a influencia desta energia, mais e mais pessoas se revoltarão. As pessoas não aceitarão soluções impostas.
  • Supressão e repressão colidirão contra a crescente consciência entre as pessoas. Onde as vozes das pessoas não forem ouvidas, haverá revoluções. Isto não é uma previsão, mas o reconhecimento de um inevitável efeito. A mesma Lei de Causa e Efeito que se aplica à natureza se aplica aos seres humanos.
  • As novas políticas não irão mais ser modeladas pelos “ismos” do capitalismo ou socialismo, mas criadas através do respeito próprio em indivíduos e nações. Liberdade e salvação serão os objetivos de todo mundo.
  • O fato de que “todos os homens são irmãos” será cada vez mais traduzido em estruturas e programas práticos que refletem esta realidade. Nações poderão e irão experimentar fraternidade, objetivos e aspirações comuns.

Quantos as forças de mercado e à comercialização

  • Os “motores da guerra” foram desligados. A guerra fria terminou. Mas esta energia não pode apenas desaparecer; ela precisa ir para algum lugar. Ele achou um novo ventre: a comercialização criada pelas forças de mercado. Isso representa uma nova séria ameaça ao mundo.
  • Forças de Mercado são as forças da corrupção, confusão e caos, e seus filhos são a competição e a comparação. Elas criam estrago natural e social. Pessoas foram condenadas à morte, literalmente, em nome do lucro e da perda. Esta nova crença das superpotências tornou-se “ a economia”, que é a alma da comercialização.
  • Comercialização é mais destrutiva que uma bomba nuclear. A característica da comercialização é ganância, que significa fazer dinheiro enquanto outros morrem de fome.
  • Comercialização afetou todas as nações e culminará num colapso final das bolsas de valores do mundo. Após essa quebra, o primeiro dever dos governos será alimentar as pessoas com os alimentos adequados. Seu segundo dever será assegura abrigo adequado. Depois virão saúde e educação.
  • No novo sistema, consciência social irá guiar as forças de mercado, e não o oposto.

Quanto ao crime, violência e drogas

  • Sociedade como um todo está tentando emergir de sua escravidão, e a erupção de crime, corrupção, drogas e violência são os prelúdios inevitáveis. Crime e violência, como quaisquer problemas, requerem uma adequada análise de suas causas.
  • Os políticos sozinhos são os que se devem culpar pelo desespero daqueles viciados em drogas. Se as pessoas estão tão estreitas na vida que elas nem conseguem comer adequadamente, eles levarão vidas desesperadas. Se as pessoas estão privadas quanto a um futuro, privadas de alimentação, elas acabarão nas drogas para ajuda-las a esquecerem seu desespero. E das drogas, não se está longe do crime.
  • Forte policiamento será necessário para cassar as gangues organizadas de produtores de drogas, mas não é a resposta para o usuário individual de drogas. Viciados em drogas estão sofrendo de fome espiritual, de extrema auto alienação. A vida se torna sem propósito e as pessoas querem dar um fim à suas vidas, e então, elas cometem lento suicídio usando drogas.
  • Se a vida não tem sentido, então sentido é o que deve ser restaurado. Para isso ocorrer, é necessário para a pessoa experimentar uma sensação de seu próprio valor. Não há substituto para lidar com o mundo interno do individuo.
  • No momento, prisão é a única alternativa para violentos e perigosos criminosos. Mas o problema do crime não pode ser curado sentenciando-se as pessoas à prisão. Finalmente, certas reformas judiciais ocorrerão, e crimes pequenos e menores não levarão à sentença de prisão.
  • Quando a tensão mundial começar a diminuir, quando o principio do compartilhar começar a ser implantado através de uma variedade de reformas sociais, econômicas e políticas, as pessoas se sentirão menos ameaçadas e haverá menos e menos crimes.

Quanto ao Meio Ambiente

  • O Meio Ambiente se tornará o assunto número um através do mundo. Esta preocupação crescente é o resultado da crescente Auto-consciência. Há um elo entre o ambiente interno e o externo: o momento no qual você se torna consciente de si mesmo, esta consciência então leva você a olhar ao ambiente externo.
  • Há também conexões entre as forças negativas geradas pela humanidade e o que ocorre na natureza. Essas conexões serão cada vez mais vistas e entendidas como tais. Muitos desastres naturais são respostas a atividades humanas.
  • O uso da energia nuclear também gera repercussões sobre a Lei de Causa e Efeito. Há diferença entre usar energia dentro de sua base natural evolucionária, e manipular energia. A última leva invariavelmente a problemas por que o equilíbrio natural é perturbado. Um moinho usa o poder do vento para gerar energia. Uma “controlada” explosão nuclear subterrânea manipula energia, perturbando o equilíbrio da Terra. Isto pode resultar e resulta em terremotos.
  • Seres humanos estão ligados uns aos outros, e, em principio, um pensamento pode ser captado por qualquer um, em qualquer lugar, a qualquer momento. Armas nucleares estão ligadas tanto através de formações de energia como de pensamento. A energia por de trás de todas as ações da natureza e ações mentais são uma.
  • Nós veremos um novo equilíbrio no mundo; tanto as pessoas como a natureza irão responder construtivamente. Pessoas serão capazes de viver em maior contato com a natureza e haverá maior harmonia. Não haverá necessidade para o uso de energia nuclear: o poder do sol será usado. Por causa da maior harmonia entre a natureza e humanidade, as pessoas serão mais felizes, por que perturbar o meio ambiente é perturbar nossa própria natureza.

Quanto à Auto-realização

  • Maitreya diz: “ Eu não vim fundar uma nova religião. Eu vim para ensinar a arte de Auto-realização, que não é nem uma ideologia nem uma religião, mas beneficia pessoas de todas as religiões e àquelas que não possuem nenhuma. Eu pretendo expressar isto através de vocês; por isso eu vim.”
  • O Ser sozinho é o que importa. Você é este Ser, um ser imortal. Sofrimento é causado por identificação com qualquer e todo coisa que não é o Ser. Pergunte a si mesmo, “Quem eu sou?” Você verá que você está identificado ou com a matéria (o corpo), ou com o pensamento (a mente) ou com o poder (espírito). Mas você não é nenhum desses. Mente, espírito e corpo são os templos do Senhor. O Ser experimenta nesses templos o Ser supremo e em Transformação do Senhor.
  • Uma das maneiras mais fáceis de me conhecer, diz Maitreya, é ser honesto em sua mente, ser sincero em seu espírito, e praticar desapego. Qualquer ação realizada com desonestidade na mente, falta de sinceridade no espírito e posse é destrutiva. Por exemplo, quando você pensa uma coisa e diz outra, e faz algo que é diferente de novo, você está perdido. Honestidade da mente leva a discurso honesto e ação honesta. Essa harmonia leva á paz e felicidade. Sem desapego, não há salvação.
  • Seja o que você é. Não renda seu auto-respeito, sua dignidade a outros. Não deixe ninguém jogar sua sombra sobre você. Um Mestre dá experiência, mas não joga sua sombra.
  • Não sigam uns aos outros. Se você praticar honestidade de mente, sinceridade de espírito e desapego, você me conhecerá, você conhecerá o Senhor.

    Quanto à emergência


  • Maitreya diz: Sem perturbar ninguém, eu escolherei meu momento.
  • Mesmo quando você me ver, não corra atrás de mim. Se você correr atrás de mim, você me perderá. Se você me desfilar, você não sabe quem eu sou. Eu não posso ser monopolizado—Eu pertenço a todos.
  • Eu não vim para criar seguidores. Cada um de vocês deve continuar a se desenvolver dentro de suas próprias tradições religiosas. Respeitem suas próprias religiões, suas próprias ideologias—em resumo, sua própria forma de pensamento, e você sentirá o Mestre.
  • Eu não quero que você acredite em mim. Eu quero que você me sinta.
  • Se você der um passo em direção a mim, eu darei dos passos em direção à você. Eu lhe darei minha força. Eu estou sempre com você.

HomeCopa

  | INÍCIO |