MAIN
Home
BACKGROUND
Teachings
FAQ
FAQ
FAQ
FAQ
FAQ
FAQ

 

FAQ
FAQ
MAIS RECURSOS
Magazine
 
 

 
 
 Início >> do Mestre>> Junho 2017

Share International HomeShare International HomeBackground information

mensagem anterior mensagem seguinte

 

Pedido de apoio!

Veio ao nosso conhecimento que mais e mais pessoas estão recebendo nossa informação apenas pelo website, desta maneira, renunciando ao pequeno custo de assinar a revista Share International.

Nem todos podem, ou usam a internet, e é essencial ter uma expressão física externa, que pode apresentar com fotos, os eventos dos quais falamos. Isto significa que é necessário que haja uma revista, que,é lógico, requer uma grande quantidade de trabalho de voluntários, e muito dinheiro para ser produzida. Talvez exista a idéia de que a Hierarquia distribua dinheiro para este trabalho, mas este não é o caso. Assinaturas para a Share International são uma parte essencial para manter o nosso trabalho e alcançarmos o público. O custo da assinatura é mantido o mais baixo possível, a revista não é patrocinada por propagandas e custo postais e de impressão estão aumentando a todo o momento.

Certamente nós todos concordamos que todos aqueles que seriamente acreditam neste trabalham gostariam de ajudar a revista, sejam eles leitores ou não das informações pela internet.

Obrigado pelo seu apoio.


 

Indo em direção à divindade

pelo Mestre--, através de Benjamin Creme

Pelo mundo, os homens estão começando a perceber que as suas antigas crenças e certezas são menos certas do que eles imaginavam. A quebra de suas instituições sociais e políticas coloca em questão o valor dos seus métodos já estabelecidos de pensamento, e apresentam ao homem um dilema: os atuais modos de pensamento e ação não mais parecem funcionar; os modos futuros são, ainda, incertos. Assim o homem permanece indeciso, aguardando orientação, perdido em uma tentativa em vão de manter o passado ou prever o futuro. Em tais situações, os homens estão prontos para mudança.

Existem poucos que conhecem a direção ou a extensão das mudanças necessárias, ou como elas podem ser realizadas, mas gradualmente, muitos estão percebendo que os presentes modos de se viver estão desprovidos de significado e de potencial para a felicidade humana. Muitos então “se afastam” da luta e procuram refúgio e equilíbrio no crescente número de religiões, filosofias e “cultos”, antigos e novos. As mudanças necessárias parecem muito vastas, muito radicais para as mãos ou mentes humanas colocarem em movimento, e as pessoas se voltam internamente ao Deus que, elas acreditam, controla os assuntos dos homens.

Pouco sabem que, eles mesmos, são este mesmo Deus, aguardando uma oportunidade de se manifestar. Eles mesmos controlam suas vidas, para o bem ou para o mal. São eles, por suas ações, que viram a roda dos eventos, que criam conflito ou paz, que semeiam discórdia ou boa vontade. Os homens devem aprender o seu papel e inato poder na vida e aceitarem, então, a responsabilidade pela sua qualidade e direção. A não ser que eles façam isso, eles nunca deixarão a infância para trás.

Maitreya entra agora na arena do mundo para ensinar aos homens que eles são Deus em potencial, de que eles são de fato poderosos, e que somente o condicionamento os mantém vítimas da superstição e do medo, competição e ganância. Ele mostrará aos homens o caminho para renunciarem ao passado, e construírem, sobre a Sua sábia orientação, uma civilização digna dos homens que estão indo em direção à sua Divindade. O dia não está distante quando os homens ouvirão o Seu Chamado, e ouvindo, responderão. O dia não está distante quando os homens saberão que a longa noite acabou, que o tempo chegou para dar as boas-vindas à nova luz que entrou no mundo.

Assim, os homens começarão a tarefa de reconstrução, uma tarefa que demanda força e vontade de todos. Todos devem ver este tempo como uma oportunidade para servir e crescer, para cumprir o destino que os trouxeram a este mundo agora.

Quando, em tempos futuros, os homens olharem para trás para estes dias climáticos, eles se indagarão, espantados e descrentes, em relação a facilidade com a qual nós toleramos as desigualdades do presente: a crueldade e sofrimento sem sentido que tanto mancham as nossas vidas. Maitreya vem para batalhar com este antigo erro e para levar os homens à Era da Luz. Dê à Ele a sua mão de boa vinda, e deixe-O guia-lo para o seu Ser.


 

Perguntas e Respostas- uma seleção

Através do trabalho de Benjamin Creme com seu Mestre, informando o público sobre o eminente retorno de Maitreya, foi lhe perguntado inumeráveis perguntas, cobrindo uma vasta gama de tópicos. Nós estamos agora utilizando este grande recurso gravado; respostas dadas aqui foram dadas por BC e seu Mestre pelos anos, e não foram anteriormente publicadas na Share International.

 

P. O que ocorre depois da morte? Para onde a alma vai?

R. Depende do indivíduo. Na morte, você se desfaz do corpo físico, e então, você passa uma quantidade maior ou menor de tempo no corpo astral ou emocional. E dependendo da evolução da pessoa, ela passará então um tempo no corpo mental—tendo se desfeito dos veículos físico e emocional. A alma está sempre lá—ela não vai para lugar nenhum. Não há nenhum lugar para se ir! Não é como se existisse uma distância entre esta vida e o pós-vida. É uma questão de consciência e não de distância. É a alma que reencarna continuamente. Este corpo, o corpo físico, junto com os corpos astral e mental, é apenas um aparato para a alma se demonstrar neste nível. A personalidade, também, é apenas um veículo para a alma.

P. Nós voltamos para encarnação com a mesma personalidade e alma?

R. Quando a alma está pronta para encarnar novamente, ela cria um novo corpo no ventre da mãe, e ele gradualmente se torna imbuído com a natureza astral e mental, e a alma começa uma nova vida—em um novo corpo, algumas vezes um homem, outras vezes uma mulher. A pessoa, então, tem uma nova personalidade diferente. A personalidade é um reflexo da alma. A alma, por sua vez, é um reflexo do espírito de Deus, da divindade. Ele é imutável, divino. O divino se manifesta como a alma, que é a conexão no tempo e no espaço entre a divindade e o homem ou mulher em encarnação no plano físico. Ela é a divina intermediária.

P. Eu li que os Mestres experienciaram tudo em nosso planeta—isso é verdade?

R. Nós somos divinos. Somos deuses. Isso não é apenas uma coisa poética ou literária a se dizer, é a realidade! Nós não nos comportamos como deuses. Este é o problema no mundo: que os deuses falam que somos deuses, mas os humanos não se comportam como deuses! Os Mestres são homens que sabem que são Deuses e demonstram a sua divindade. Esta é a diferença entre nós. Os Mestres—Maitreya e todos os outros Mestres-- conquistaram a morte, eles manifestaram a divindade Deles. Eles fizeram isso através da vida, da tentativa e erro, errando—cada experiência, cada humilhação e desgraça, cada esforço para se recuperar e demonstrar, continuamente, esta divindade, Eles passaram por tudo isso—o fato de que eles o fizeram, é a sua garantia para todos nós.

P. Quanto tempo passa antes de reencarnarmos novamente?

R. Depende do ponto de evolução da pessoa em questão. Para os não muito evoluídos—jovens na vida—não em idade, mas jovens na vida, não é muito tempo. Eles precisam tomar várias encarnações muito rapidamente para evoluírem bem rápido. Então, conforme a pessoa se torna mais evoluída, a experiência da vida dela se torna mais “densa”. Ela têm mais experiências, mais experiências diversas, e ela têm mais o que “digerir”. Neste caso, ela fica fora de encarnação por um período maior de tempo. Depois, quando a pessoa se torna mais avançada, se torna discípula ou iniciada de um certo status, então ela volta em encarnação muito rapidamente, continuamente, de forma que ela possa terminar a experiência de encarnações e se tornar um Mestre. Os Mestres não encarnam, a não ser para um propósito em particular e como um ato de vontade. Eles não precisam encarnar. (Palestra, Paris, França, 2005).

P. Quando a humanidade despertar, haverá necessidade de religiões?

R. Depende do que você quer dizer por “despertar”. Você pode dizer despertar para o seu poder político, que não tem nenhuma relação com religião. A questão sugere que a religião não é importante, e que quando você desperta, você vê que ela não é importante. A questão é que existem muitos caminhos para Deus: há muitas formas de manifestar a sua divindade. Uma dessas é a religião. O problema é que as pessoas tornaram a religião o único e exclusivo caminho para Deus. Isso não é verdade. É um dos vários caminhos para Deus, para a auto realização. Para as pessoas no caminho religioso, a religião é importante. A questão é perceber, como Maitreya diz, que Deus não existe na religião. Deus existe na pessoa que está procurando por Deus na religião ou fora da religião, que está agindo de uma forma que é divina.

P. O que é religião e o que é espiritual?

R. O problema é que as mentes dos homens focam suas próprias percepções de religião e seus fanatismos fazem com que acreditem que você precisa estar naquela religião, vamos dizer o Cristianismo, Islamismo ou Budismo, para ser uma boa pessoa. Isso não é verdade. Nunca foi verdade.

Religiões foram criadas pelo homem e permitem a você fazer algo, ou elas podem impedir que você faça algo. Na verdade, nós estamos aqui para espiritualizar a matéria. Mas como podemos espiritualizar a matéria se já não somos espirituais? A religião não torna você espiritual; ela pode ajudar a você encontrar aquilo que é espiritual.

Falando de forma geral, pelas eras, a religião deu há humanidade muito de valor. Ela tem sido importante e de inquestionável valor para as pessoas jovens. Por isso, eu não quero dizer jovem na idade, garotos e garotas, mas jovens almas emergindo na vida. Ela ofereceu proteção à elas.

Há uma nova religião emergindo agora, que estará lado a lado com as fés existentes, por um longo tempo. E esta é o novo método científico de progresso afim de espiritualizar a si mesmo e o mundo—o caminho dos Mestres. Existem Mestres que saíram da tradição religiosa e existem Mestres que abandonaram o caminho religioso há muito tempo atrás, e que estão no mesmo nível. A religião não torna você espiritual, mas pode ajudá-lo a se tornar espiritual. Nós precisamos expandir a nossa compreensão de espiritualidade.

P. Maitreya é Japonês?

R. Ele não está em um corpo Japonês, embora Ela possa aparecer como uma pessoa Japonesa se Ele precisar ou quiser. Ele viveu nos Himalaias por milhares de anos e está agora eu um corpo que Ele criou através do pensamento. O corpo que Ele criou não é, de certa forma, nem do norte ou do sul, ocidental ou oriental—Ele poderia se encaixar em quase qualquer tipo racial. Ele é mais alto que eu e do que a maioria dos Japoneses. (Palestra, Nagoya, Japão).


 

Cartas ao Editor

A Share International tem uma grande reserva de “Cartas ao Editor”, que foram recebidas por Benjamin Creme, mas não publicadas. Nós agora seremos capazes de publicar tais cartas, algumas recebidas anos atrás, enquanto que outras são bem recentes. Todas as experiências descritas nestas cartas foram confirmadas pelo Mestre de BC como sendo genuínas.

 

Maravilha natural

Caro Editor,
Em um dia de Outubro muito quente em 2001, eu decidi fazer uma caminhada por uma trilha natural em um parque estadual a menos de uma milha da minha casa, em Massachusetts.

Eu fiquei bem surpreso quando me deparei, de forma bem abrupta, com um idoso cavalheiro caminhando na direção oposta. Dando risada, eu disse à ele que ele havia me assustado. Ele comentou que o parque estava barulhento naquele dia, referindo-se às folhas secas que estávamos pegando. Este encontro bem mundano me deixou, mesmo assim, curioso.

Cerca de 10 minutos mais tarde, eu parei para descansar em um aterro que tinha uma boa vista de um lago e, há distância, algumas montanhas. Estava uma tarde tranquila e, conforme minha mente pensava sobre várias coisas, eu pensei sobre a foto na edição do mês anterior da Share International do Mestre Mukteswara Bhagavan e também de Maitreya. [SI Julho/Agosto 2001]

Esta cavalheiro idoso era Maitreya?
J.F., Clarksburg, MA, EUA.

(O Mestre de Benjamin Creme confirmou que o homem era o Mestre Jesus.)

 

Resgate no mar

Caro Editor,
Eu gostaria de perguntar sobre algo que ocorreu quando eu tinha 7 anos de idade (1975). Eu fui para a praia (Ajigaura, Ibaraki-ken), com a minha mãe e meu irmão mais novo. Eu estava no mar com um uma boia. Mas acabei indo muito longe, e não conseguia voltar.

Eu dei uma olhada ao redor, mas não havia ninguém.

Chamei por ajuda, mas ninguém ouviu.

A morte se tornou uma realidade para mim. Fiquei surpreso pela extensão do mar. E aceitei o fato de que iria morrer.

Bem em tempo, alguém chamou por mim, pelas minhas costas, “Você está bem?”

Eu olhei para trás—um homem estava lá. Ele parecia ter cerca de 30 anos, e tinha aparência de um homem normal (Japonês). Ele me ajudou, e disse: “Não vá muito longe.” Eu não conseguia falar. Apenas concordei com a cabeça. Então, ele continuou indo em direção ao mar. De repente, não conseguia mais vê-lo.

Mas então eu percebi que iria viver.

Eu não consigo me esquecer dele. Quem ele era? Ele era um gentil homem comum?
K.N., Tóquio, Japão.

(O Mestre de Benjamin Creme confirmou que o homem era o Mestre Jesus.)

 

Velho conhecido

Caros Editores,
Em 26 de Janeiro, depois de terminarmos de empacotar e postar a primeira edição da revista Share International de 2017, nós vimos uma figura familiar do lado de fora do Centro de Informações de Amsterdã. Ele havia nos visitado várias vezes antes, e foi confirmado pelo Mestre de Benjamin Creme com sendo um porta-voz do Mestre Jesus. Como de costume, ele apareceu em sua bicicleta, estava com seu boné virado para trás e parou para ver algumas literaturas gratuitas do lado de fora do Centro. Como sempre, ele olhou pela janela do Centro para nós, acenou, mostrou seu grande sorriso, deu um sinal de positivo, acenou novamente e continuou andando com sua bicicleta. Nós estivemos recentemente nos perguntando se fomos visitados por um porta-voz.
Membros do grupo, Amsterdã, Holanda.

 

Achado e perdido

Caro Editor,
Em 20 de Julho de 2001, eu tive uma experiência que está vívida em minha mente. Eu estava no metrô no Brooklyn. Eu não estou muito familiarizado com trens subterrâneos, mas acabou sendo mais difícil do que eu esperava, porque os locais de destino dos trens tinham acabado de mudar.

Pelo que pareceu um longo tempo, eu fui dirigido para uma direção, e então outra; finalmente, acabei me sentindo perdido. Era um sentimento de desamparo, que é algo incomum para mim, um experiente nova-iorquino. Mas lá estava ele: Desespero.

Um homem com turbante se aproximou de mim. Seus olhos e rosto expressavam bondade. Ele parecia conseguir ver através de mim. Amor puro estava presente. Ele tocou o meu pulso como um gesto de conforto. Eu fiquei repleto de paz. “Estou em presença de um santo?”, eu pensei. Ele calmamente me deu as direções, e disse para eu subir um lance de escadas. Ao subir as escadas, um homem amigável me levou para uma plataforma. Lá eu perguntei à uma senhora Afro-Americana se eu estava na linha certa. Ela disse que sim, mas do lado errado. Ela deixou o seu trem passar e me levou até o meu. E disse que iria comigo de trem para se certificar que tudo ocorreria bem. E o fez. O trem chegou a uma interseção. Ela me levou para outro trem, e entrou nele comigo. Imediatamente, ela avistou um jovem homem Afro-Americano e disse à ele para se certificar que eu descesse no ponto certo. Ele aceitou alegremente. O seu rosto era belo, luminoso, como o dela. Ele disse para eu sair do trem quando o meu ponto chegou. Eu consegui encontrar a loja na qual precisava ir no Brooklyn facilmente.

Mas um pensamento passou pela minha cabeça—como vou conseguir voltar para Manhattan—mas quando eu entrei no metrô, lá estava um gentil homem Afro-Americano. Ele me disse seu nome e disse que ficaria comigo até o meu ponto. E ficou. Um sentimento muito forte de amor estava no ar. Nos abraçamos, e sai. Eu estava em Cloud Nine.

O homem de turbante era Maitreya? Ele enviou os seus anjos para me guiar?
H.L., Nova York, Nova York, EUA.

(O Mestre de Benjamin Creme confirmou que o “homem de turbante” era Maitreya; a “senhora Afro-Americana” era o Mestre Jesus; o “jovem homem Afro-Americano” também era Maitreya; e o “gentil homem Afro-Americano” também era o Mestre Jesus.)

 

Música elevada

Caro Editor,
Ocorreu em 16 de Dezembro de 2001, na manhã, exatamente no dia no qual estávamos fazendo um concerto beneficente na Fundação. Eu trabalho para quem o meu coração pertence. Meus pensamentos, na noite anterior, estavam preocupados com orações muito intensas em direção à Deus e aos Mestres. Eu rezava por sucesso, esperando que nosso coral talvez conseguisse cantar melhor do que no último ensaio. Naquela manhã, eu sonhei pela primeira vez com Maitreya. Este sonho foi tão intenso que Ele olhou para mim. Eu Lhe disse o quão feliz estava pelo fato Dele ter aparecido para mim.

Mais tarde naquele dia e durante o concerto, o Seu rosto estava presente a todo momento. Ele parecia estar flutuando no ar. Enquanto estávamos cantando a Grande Invocação, Energia Sagrada parecia ter se materializado em todo o salão.

Você, por favor, poderia comentar se realmente foi Maitreya quem nos enviou esta benção?
B.F., Freiburg, Alemanha.

(O Mestre de Benjamin Creme confirmou que Maitreya deu a experiência.)

 

Trabalho de amor

Caros Editores,
Depois de uma gravidez sem problemas, finalmente o dia chegou. Por várias razões, eu fiquei sozinha durante todo o trabalho de parto (em casa), que começou no fim da tarde. Embora o trabalho tenha sido intenso, mas sem dor, eu vi e experienciei o Mestre (o Mestre de Benjamin Creme) entrar e checar o progresso duas vezes, possivelmente três vezes, durante a noite e o começo da manhã. Eu O vi como se Ele tivesse aberto uma cortina e dado uma olhada em nós—minha filha, ainda não nascida, e eu. Cada visita durou apenas alguns segundos.

Eu fui acompanhada pelo meu marido e a parteira na manhã do outro dia, uma hora antes do nascimento, que ocorreu sem complicações.

Alguns meses depois, eu perguntei à Benjamin Creme se esta experiência foi real e se ocorreu realmente desta forma; ele confirmou que sim. Seu Mestre tinha de fato dado uma olhada em nós e tinha visto que nós duas (a mãe e a filha) estavam bem e que a criança “sabia seu caminho para entrar em encarnação.”
(Nome e endereço omitidos)


 

Sinais dos Tempos

Os “Sinais dos Tempos” apresentados nesta seção foram confirmados no passado pelo Mestre de Benjamin Creme, relembram “sinais” também confirmados ou falam por si mesmos. Muitos fenômenos foram testemunhados por pessoas que os veem como confirmação de suas esperanças e fés. Nós os apresentamos para a consideração de vocês.

 

Estátua de Maria chora sangue na Argentina

Estátua de Maria chora sangue na Argentina

Uma estátua de Maria na província de Salta, na Argentina, começou a chorar sangue em Abril de 2017. O figura da Virgem da Rosa Mística, um dos nomes que os Católicos usam para Maria, pertence à família Frias Mendonça, na cidade de San José de Metán. Depois que a família falou sobre o fenômeno em uma estação de rádio local, muitos visitantes começaram a vir para suas casas para testemunharem o milagre. (Fonte: mirror.co.uk)

photo: lagacetasalta.com.ar

 

 

Estátua de Maria chorando no Paraguai.

Estátua de Maria chorando no Paraguai.

Uma multidão se juntou para ver uma estátua de Maria com lágrimas em seus olhos na pequena igreja de Santa Librada em Villarrica, Paraguai, de acordo com os relatos de 21 de Abril de 2017.

A residente local Zully de Meaurio foi a primeira a ver o fenômeno e fez um vídeo dele. Ela tinha ido à igreja e ao se aproximar da estátua de Maria, viu uma lágrima em um de seus olhos. Ela imediatamente chamou seu marido: “Veja, ela está chorando, ela está com água!” e então gravou o fenômeno em seu celular. No vídeo, uma mulher pode ser ouvida dizendo: “Ela quer que rezemos, ela quer que rezemos.” A Sra. De Meaurio chamou os seus vizinhos que também foram ao local para testemunhar. Um disse: “Eu espero que isto possa ajudar (trazer) paz, de forma que nossas autoridades não lutem mais.” (Fonte: dailymail.co.uk)

 

 

Padrões de luz, fotografados em 26 de Março de 2017 em Utrecht, Holanda, por S.B. e R.B.

 

Sul da Califórnia, EUA—Na noite de 8 de Abril de 2017, uma testemunha fez um vídeo de um objeto brilhante, colorido e em forma de estrela sobre o Vale de San Fernando. (Fonte: ufosightingsdaily.com)



 

S.O.P—Salve o Nosso Planeta

Grã-Bretanha: primeiro dia livre de carvão desde a Revolução Industrial

O operador da rede de energia do Reio Unido anunciou que 21 de Abril de 2017, seria o primeiro dia do país livre de carvão desde a Revolução Industrial. “A Grã-Bretanha nunca teve um período contínuo de 24 horas sem utilizar carvão. A Rede Nacional confirmou que 21 de Abril seria “a primeira vez que o Reino Unido ficaria sem eletricidade gerada por carvão desde que o primeiro gerador centralizado a carvão abriu no Holborn Viaduct, em Londres, 1882”.

“O primeiro dia sem carvão na Grã-Bretanha desde a revolução industrial é um divisor de águas na transição energética”, disse Hannah Martin, líder do Greenpeace no Reino Unido. “Uma década atrás, um dia sem carvão pareceria algo inimaginável, e em 10 anos, o nosso sistema de energia terá sido radicalmente transformado novamente.”

O Reino Unido pretende se desfazer dos combustíveis fósseis, com planos de desligar a sua última estação de energia a carvão em 2025, afim de cumprir com os seus compromissos climáticos. (Fonte: ecowatch.com)


mensagem anterior mensagem seguinte


HomeCopa

  | INÍCIO |