MAIN
Home
BACKGROUND
Teachings
FAQ
FAQ
FAQ
FAQ
FAQ
FAQ

 

FAQ
FAQ
MAIS RECURSOS
Magazine
 
 

 
 
 Início >> do Mestre>> Julho-Agosto 2017

Share International HomeShare International HomeBackground information

mensagem anterior mensagem seguinte

 

Pedido de apoio!

Veio ao nosso conhecimento que mais e mais pessoas estão recebendo nossa informação apenas pelo website, desta maneira, renunciando ao pequeno custo de assinar a revista Share International.

Nem todos podem, ou usam a internet, e é essencial ter uma expressão física externa, que pode apresentar com fotos, os eventos dos quais falamos. Isto significa que é necessário que haja uma revista, que,é lógico, requer uma grande quantidade de trabalho de voluntários, e muito dinheiro para ser produzida. Talvez exista a idéia de que a Hierarquia distribua dinheiro para este trabalho, mas este não é o caso. Assinaturas para a Share International são uma parte essencial para manter o nosso trabalho e alcançarmos o público. O custo da assinatura é mantido o mais baixo possível, a revista não é patrocinada por propagandas e custo postais e de impressão estão aumentando a todo o momento.

Certamente nós todos concordamos que todos aqueles que seriamente acreditam neste trabalham gostariam de ajudar a revista, sejam eles leitores ou não das informações pela internet.

Obrigado pelo seu apoio.


 

A praga da comercialização

pelo Mestre--, através de Benjamin Creme

Se os homens quiserem salvar este planeta das consequências do aquecimento global, devem fazer infinitamente mais do que está sendo planejado para limitar as emissões de carbono, e em um espaço de tempo mais curto do que é geralmente aceito como necessário. Os homens têm sido lentos em admitir os perigos e ainda hoje muitos se recusam a levar a sério esses problemas. Tais atitudes, não há dúvida, colocam em perigo o futuro do planeta Terra. Os homens têm no máximo dez a quinze anos* para estabelecer um equilíbrio antes que o dano irreparável aconteça.

Para realizar esse objetivo, os homens devem mudar radicalmente o atual modo de vida, e adotar formas mais simples de vida e trabalho. Longe estão os dias em que os homens impunemente violentavam e saqueavam o planeta à vontade, sem um pensamento para as gerações que ainda estão por vir, sem perceber que devemos cuidar do ambiente que tem se deteriorado gradual e inevitavelmente.

Cada ano, e por muitos anos, imensas áreas de floresta nativa antiga são devastadas de árvores que dão vida, simplesmente para lucros comerciais. Efetivamente a comercialização augura males para os homens na medida em que aperta as suas gargantas. A comercialização, diz Maitreya, é mais perigosa para os homens do que uma bomba atômica, e está mostrando o seu poder destrutivo no caos econômico que domina hoje o mundo.

Quanto tempo vão levar os governos e seu povo para perceberem isto? Quanto tempo até a comercialização sugar dos homens todo o sangue vital e ele mesmo murchar e morrer?

Cada vez mais, a verdade destas palavras se firma nas mentes de milhões de pessoas que agora, de repente, estão desempregadas, sem abrigo e em desespero.

Isto gerou uma situação na qual Maitreya pode aparecer e trabalhar em público sem infringir o livre arbítrio da humanidade. Pacientemente Maitreya esperou por este momento, sabendo, com certeza, que os acontecimentos agora presentes iriam de fato ocorrer.

A comercialização mostrou suas garras e o poder de causar dano. A complacência de milhões de pessoas está se transformando em ódio e desconfiança na comercialização e na velha ordem das coisas. Os homens estão em toda parte, finalmente, prontos para uma nova interpretação do significado e propósito da vida, para a partilha, a justiça, a paz, as corretas relações, a fraternidade e uma maior felicidade. Eles estão prontos, finalmente, para o chamado de Maitreya.

Evidentemente, nem todos os homens seguirão esta mudança. Há muitos que imaginam que podem "esperar" pacientemente o desfecho desta "recessão" e reconstruir as suas fortunas como antes. Os muito ricos e os espertos não perderam nada. A diferença entre eles e os outros simplesmente aumentou a seu favor. Eles não entenderam que este momento é como nenhum outro. Chegamos ao fim da velha ordem. Forças Cósmicas ordenaram as mudanças que devem e vão acontecer; caso contrário, a vida não floresceria mais no planeta Terra.

Aqueles que estão prontos responderão rapidamente aos Ensinamentos de Maitreya, porque Ele explica em palavras simples e eloquentes suas mais profundas necessidades. Outros vão demorar mais para renunciar àquilo a que se acostumaram, e por algum tempo discordarão. Com o tempo, milhões em todo o mundo verão a necessidade e a lógica das mudanças que, somente elas, salvarão o planeta e seus habitantes. (*Escrito em 17 de Abril de 2009)


 

Perguntas e Respostas- uma seleção

P. Você poderia explicar a política atual?

R. Há um ressurgimento do fascismo em muitos países. Isto está relacionado com o colapso do velho e do começo do sucesso do novo. A situação mudará para melhor em pouco tempo. A tempestade está quase acabada. Ela está perdendo a sua intensidade, de acordo com meu Mestre, mesmo que ainda não reconheçamos.

P. Os Mestres estão surpresos com o nível de conflito no presente?

R. Meu Mestre disse que um conflito já era esperado, mas não com a terrível barbaridade de hoje. Ele acrescenta que isso não durará por muito tempo, mas que é algo que deve acontecer, se quisermos ter paz: “O caos deve prosseguir, mas não demorará muito até que um Novo Tempo venha.”

P. Você poderia dizer se existem outros fatores envolvidos?

R. Um problema grave é o da super-população. O mundo não é grande o bastante para suportar a presente população mundial. A população está crescendo muito rapidamente. Há uma luta pela supremacia do espaço. Tumulto é quase sempre o resultado da mudança de um estado Cósmico para outro. Muitas pessoas ainda estão ligadas ao velho. Caos é o resultado do movimento da velha ordem para a nova. Meu Mestre diz: “Muitas pessoas estão muito preocupadas ou muito inconscientes para reconhecerem a necessidade por outra forma de agirem e existirem.” Nem elas reconhecem ou percebem a diminuição da intensidade das dificuldades do presente.

P. As energias de Shamballa estão mais fortes—principalmente pelo último ano ou dois; é por isso que há tanta tensão e conflito?

R. Sim, isto é verdade, elas estão mais fortes. Mas também as pessoas ricas se tornaram independentes e muito gananciosas. Elas têm receio de que não conseguirão tomar vantagem em tudo. Elas têm medo de perderem a sua fortuna. (As últimas quatro perguntas foram respondidas em Julho de 2016).

P. Maitreya é Deus?

R. Maitreya é onisciente e onipresente. Nada ocorre em lugar algum sem o Seu conhecimento. É dito na Bíblia que se uma pequena folha ou pássaro cai no chão, Deus sabe. Maitreya não é Deus—a não ser no sentido de que somos todos Deus—mas Ele é mais consciente da natureza desta divindade do que nós somos. Esta é a diferença entre nós, mas é uma diferença apenas de circunstância e oportunidade. Ele esteve evoluindo por muito mais tempo do que nós; literalmente por milhões e milhões de anos, e Ele nunca cometeu um erro. Então, Ele é capaz de fazer o que nós achamos sermos incapazes de fazermos. Mas nós somos divinos: Maitreya diz que todas as pessoas na Terra são divinas, que todos são necessários, e que cada pessoa conta. Então, Ele vem para ensinar a humanidade a simples arte de viver: viver de dentro para fora, ao invés de viver mecanicamente a partir do exterior, seguindo governos que seguem coisas ilusórias como o mercado. O mercado, Maitreya diz, é cego, e os políticos são homens cegos seguindo os mercados cegos. Ele disse que eles nos levarão à beira do precipício. Ele vem para garantir que nós não caiamos neste precipício.

P. Maitreya tem pessoas o suficiente para ter sucesso aceitando Suas ideias?

R. No Dia da Declaração, Maitreya chamará toda a humanidade a responder. Nem todas as pessoas, é lógico, responderão à Ele; milhões serão contra Ele, e Ele já sabe disso. Não é uma questão de todo e cada indivíduo ser contado, mas é uma questão de uma massa crítica ser alcançada. Então, tudo ocorrerá por ela, e ela se tornará maior. Algumas pessoas esperarão em um lado para verem o que outras pessoas farão, e outras entenderão imediatamente e O aceitarão de bom grado, e tentarão fazer aquilo que Maitreya está defendendo. Outras negarão tudo e dirão, “Nós queremos nos livrar deste homem”, e O chamarão de Anticristo e pior, e tentarão de toda a forma se livrarem Dele. Mas não ocorrerá novamente. Elas tentaram e conseguiram se livrar de Jesus, através do qual Maitreya agiu 2.000 anos atrás, mas isto foi antes. Agora, é um mundo completamente diferente, com pessoas educadas, e um mundo com milhares de discípulos a mais em vários níveis do mundo, que estão trabalhando com Ele e através do qual Ele trabalha.

No Dia da Declaração, Maitreya falará ao mundo como um irmão mais velho, mostrando o longo, longo tempo pelo qual estivemos no mundo, a altura da qual caímos para este materialismo básico de hoje, e mostrará uma visão do mundo à frente, a civilização que espera nós a criarmos, e a tecnologia e extraordinária ciência do futuro que nos aguarda; tudo isto será mostrado. As pessoas nunca terão experienciado algo como isso antes; Sua energia, que Ele chama de Princípio Crístico, fluirá em tremenda potência através dos corações de toda a humanidade. As pessoas se tornarão como pequenas crianças novamente, e dirão: “Diga-nos o que precisamos fazer. Estamos prontos para fazê-lo. Nós sabemos que é a verdade. Nós sabemos que este é o único caminho a frente para a humanidade.” E elas se sentirão honradas ao descobrirem suas novas divindades internas e em vê-las, mesmo que em um nível de aprendiz, como crianças novamente, depois de todos estes anos de dificuldade e negação de suas divindades.

Desta forma, o mundo se unirá, e com os planos prontos, os discípulos treinados surgirão e mostrarão à humanidade o que precisamos fazer. Isto ocorrerá por todo o mundo; homens e mulheres treinados em cada departamento da vida, que, por anos estiveram sendo treinados pelos Mestres para nos mostrarem o caminho para o futuro, chamarão por cada homem, mulher e criança, para tomarem parte desta criação. É assim que ocorrerá. (Janeiro de 2010)


 

Cartas ao Editor

Mensagem importante

Caro Editor,
Desde que Benjamin Creme morreu em Outubro de 2016, o grupo de Londres trabalhando com ele continuou a fazer palestras mensais com vídeos na Friends House, Estrada Euston, Londres (o local no local ele deu palestras por mais de 40 anos). Nós estamos firmes em nosso trabalho de apresentar a informação ao público, mas muitas pessoas, tristemente, sentem falta da presença de BC com as suas intuições únicas, sabedoria, benções e senso de humor. Muitos participantes expressam gratidão e apoio pelo nosso trabalho contínuo e nos encorajam a “continuarmos”, como BC diria.

Em um evento na Friend’s House, na quinta-feira, 18 de Maio de 2017, um jovem homem negro veio, o qual nós não tínhamos visto antes. Ele estava talvez em seus 20 e poucos anos e usava roupas casuais, e um gorro. Ele conversou brevemente com todos os colaboradores que estavam ajudando, e todos notaram o quão gentil, amigável e interessado ele era. Durante a introdução para a Meditação de Transmissão, ele começou a meditar imediatamente. Ele parecia feliz e em paz, embora tenha dito que nunca havia feito este tipo de meditação antes.

Depois que o evento terminou e estávamos começando a guardar as coisas, ele veio até mim. Com a sua mão direita fechada, ele a colocou sobre o seu coração e disse: “Eu estou muito triste em saber que Benjamin Creme não está mais aqui. Mas a coisa mais importante é a mensagem, não o mensageiro.” Eu respondi: “Sim, mas que grande mensageiro ele era.” Para o qual ele respondeu: “Sim. Mas a coisa mais importante agora é a mensagem. Por favor, diga isso aos outros.” Ele sorriu e foi embora.

Nosso encontro com este jovem homem nos deixou sentindo-nos elevados e reassegurados de que estamos no caminho certo, e que nestes tempos turbulentos, nossa mensagem e informação sobre Maitreya são mais necessários do que nunca.
G.F., Londres, Reino Unido.

 

O último?

No salão de Asashi em Tóquio, em 14 de Maio, um homem em seus 70 e poucos anos veio à frente no fim da palestra. Ele estava usando um casaco velho e uma camisa manchada. Apesar de sua aparência humilde, eu fiquei surpreso pelos seus olhos—a pupila de seus olhos tinha muitas camadas de preto claro, e um anel azulado ao redor do preto; ele também tinha um lindo sorriso.

Ele imediatamente perguntou na recepção: “Isto é uma religião, não é?”. “Não, não é uma religião. Nós estamos apenas apresentando uma informação”, respondemos. Ele fez mais perguntas que pareciam como se ele estivesse nos testando. Ele disse: “Eu conheço esta história por um longo tempo, mas hoje é a primeira vez que vim.”

Ele falou um pouco mais com os outros, e então, quando ele passou na minha frente, ele repentinamente murmurou, sem mesmo olhar para mim: “Este é o último, sabia”. Estas palavras foram ditas repentinamente, sem nenhuma conexão com qualquer outra conversa. “O que? Este é o último?”, eu pensei. Estas palavras tiveram um significado especial para nós, trabalhadores. Eu não sei se elas tinham um significado especial ou não, mas elas me deram a chance de parar por um momento e repensar a minha atitude para com o trabalho.
T.K., Tóquio, Japão.

 

Uma combinação perfeita

No salão de Yomiuri, em Tóquio, 20 de Maio, eu percebi um homem de meia idade na entrada, durante o intervalo, porque ele estava usando uma roupa bem amarela (a mesma cor de amarelo que nós usamos para nossos pôsteres), de cima a baixo—camiseta amarela, calças amarelas, e casaco todo amarelo. Eu fiquei tão surpreso pelas suas roupas que fiquei olhando para ele, até mesmo quando ele se distanciou. Então ele começou a ir embora, e repentinamente, desapareceu. Eu corri atrás dele, mas ele não estava em nenhum lugar.
C.O., Tóquio, Japão.

 

Futuro brilhante

Na entrada do salão de palestra, nós fornecemos mesas com livros onde as pessoas podiam se sentar e dar uma olhada nos livros de Benjamin Creme. No salão Yomiuri, em Tóquio, um homem de meia idade veio à mesa de livros durante o intervalo, parecendo bem inspirado e animado, e começou a falar comigo, apontando para o livro que dizia na capa: “O futuro da humanidade é brilhante!”. “É isso! É isso!”. Nós já estamos no futuro brilhante. Vocês todos estiveram trabalhando duro por tanto tempo, mas está tudo bem agora”. Ele então disse, profundamente, “A maioria das pessoas são tão pobres...” e ele começou a chorar, como se estivesse repleto de gratidão, esperança e uma tristeza profunda.
R.B., Tóquio, Japão.

 

Sinal no céu

Caros Editores,
Na manhã de 10 de Junho, eu acordei de um sonho no qual eu e alguns amigos, repentinamente, vimos uma frota de jatos sobrevoarem sobre nós a uma grande altura, chegando a voar muito mais perto um pouco depois, e depois irem rapidamente em direção ao céu. Os jatos eram brancos, radiantes e totalmente silenciosos, então eu imediatamente pensei que eles eram irmãos espaciais, não jatos.

E logo eles fizeram mais uma passagem a uma certa altura e desta vez jogaram milhares de pacotes de paraquedas, como aqueles que você vê em ajuda sendo entregue por aviões, e um dos pacotes caiu em um telhado próximo. Eu subi até o telhado, pensando que devia ser algo importante.

O pacote continha pequenos panfletos, que aparentemente eram propagandas para um filme a sair, estrelando atores antigos brancos e negros, e havia uma data que eu não consegui muito bem perceber no sonho, mas era no futuro próximo. Eu imediatamente somei dois com dois e percebi que este folheto estava dizendo que o Dia da Declaração de Maitreya seria logo.

Estou escrevendo isto na esperança de que outros membros do grupo possam ter tido sonhos similares e de que este pode ter sido um de vários sinais para o grupo.
S.M., Uukuniemi, Finlândia.

 

Duas cartas da mesma escritora:

Visitação

Caro Editor,
(1) Em 29 de Abril de 1998, durante as primeiras horas da manhã, eu fui acordada por um beijo na testa. Abrindo meus olhos, eu vi o que parecia ser a parte de cima do corpo de Cristo. Poderia essa ter sido uma visita? Se sim, ele me revelará alguma razão especial para isto? Eu estava vivendo em Dallas, Texas, naquele tempo.

(2) No começo do verão de 2001, meu médico e eu pudemos detectar um pequeno nódulo em meio seio esquerdo. Enquanto estava passando por uma mamografia, eu senti uma vontade fortíssima de murmurar “Jesus”. Ao dizer “Jesus”, apareceu uma luz muito forte na minha frente. O nódulo era muito menor e os médicos estão apenas “observando-o”. Este foi um milagre de Jesus?
F.F., Greenville, MS, EUA.

(O Mestre de Benjamin Creme confirmou que (1) a aparição foi o Mestre Jesus, e o propósito foi o de cura. (2) Sim, foi um milagre do Mestre Jesus).


 

Prioridades de Maitreya

Efeito de vergonha do banimento de armas nucleares da ONU

Na segunda-feira, 22 de Maio de 2017, um painel de desarmamento apresentou o primeiro esboço de um tratado global proposto para banir armas nucleares. O tratado tem a intenção de fortalecer—e não substituir—os tratados existentes destinados a parar a propagação e teste de armas nucleares. As negociações são apoiadas por mais de 120 países, apesar do boicote dos EUA. Existem nove nações que se sabe possuírem armas nucleares: EUA, Grã-Bretanha, China, França e Rússia (os membros do Conselho de Segurança da ONU); Índia, Paquistão, Coréia do Norte e Israel (que também boicotou as negociações por tal tratado).

É esperado que se países o suficiente ratificarem um acordo internacional banindo as armas nucleares, a pressão política e moral venha a envergonhar os boicotadores e os façam cooperarem, como ocorreu anteriormente com o banimento de armas químicas, bombas de fragmentação e minas terrestres. Conforme mais países se juntaram a estes tratados, o efeito de vergonha cresceu naqueles que recusaram. O esboço, que deve ser finalizado em Julho, fará com que os signatários se comprometam a nunca usarem, desenvolverem ou testarem armas nucleares.


mensagem anterior mensagem seguinte


HomeCopa

  | INÍCIO |